Dicas para resolver problemas conexão torrent no uTorrent ou Bitlord

By | julho 13, 2007

bitlord logo

De volta ao meu Pc que revivi esta semana, ontem instalei dois programas clientes Torrent para ver qual o melhor. Baixei o uTorrent e o BitLord 2.0 que são excelentes. Sempre usei o BitLord que para mim era o mais rápido de todos que já tinha testado, mas esta versão 2.0 está demais. Deixei os dois baixando a noite e pela manhã tiveram mais o menos o mesmo desempenho.

 Screenshots Utorrent4
(uTorrent)

Eu achei que o BitLord mantém mais a taxa de download mas isso depende de tantos fatores, como do torrent ou de quem você está conectado naquele momento.

Muitas pessoas têm dúvidas se a sua conexão está boa ou se instalou direito um cliente torrent. Acho que quem não conhece muito acha que depois de colocar pra baixar o negócio sai baixando em altas taxas mas não é bem assim. As vezes demora pra começar. Resolvi montar um checklist para verificar a conexão, o que é essencial. Vamos lá:

1) Se você tem o Windows XP SP2 (Service Pack 2), a Microsoft bloqueou o número máximo de conexões TCP em 10. Isso é muito pouco porque significa que você só pode conectar em poucos endereços IPs. Para consertar isso existe um patch. Coloque o número entre 50 e 100 que está ótimo.

2) Desligue o Firewall do Windows SP2. É horrível mesmo e só server pra causar problemas. Se está testando sua conexão é bom ver se este firewall não está atrapalhando. Depois você pode ligar de novo, só não esqueça de abrir as portas TCP e UDP com os valores que seu cliente torrent está utilizando.

3) Limite sua velocidade de upload aproximadamente em 80% da velocidade máxima de upload. Se você não sabe qual é a velocidade máxima de upload veja aqui. Existem vários sites que fazem isso.

4) Mude a porta padrão do seu cliente torrent. Geralmente é na numeração de 6881-6999. Talvez passando para outra numeração dê uma enganada no seu provedor que está boicotando sua conexão torrent.

5) Cheque os valores de “seeds” e “peers”. O que é isso??? Peer é um outro computador na internet que você conecta e transfere dados. Geralmente um peer não contém um arquivo todo e sim uma parte. Já um seed é um computador que tem o arquivo completo que você quer. Cada arquivo torrent depois que começar a baixar vai mostrar um valor para a taxa de seed/peer. Quanto mais seed’s comparando com peers será melhor. Por exemplo um valor 10/10 é melhor do que 10/100.

6) Mapeie a porta do seu cliente torrent através do seu roteador, Se você possui um roteador. Deve abrir a porta com o número que está configurado no cliente torrent. No BitLord, veja isso em “Opções – Preferences” – Porta TCP e Porta UDP. Teste se sua porta está abert neste endereço.

Acho que é isso. Ainda não me decidi pelo BitLord ou uTorrent. Gosto do jeito que o uTorrent grava os arquivos no HD enquanto o BitLord grava no estilo edonkey. Ambos tem acesso remoto, ou seja você pode controla-los a distância. O BitLord mostrou-se mais rápido e mais esperto. O uTorrent tem um guia para verificar a conexão. Ainda estou analisando, vamos ver…

Baixe o BitLord
Baixe o uTorrent

4 thoughts on “Dicas para resolver problemas conexão torrent no uTorrent ou Bitlord

  1. Joaocarlos

    torrentes são muito complicados por isso não tem popularidade cada um ensina de um jeito e velocidade que é bom nada era para ser sempre rápido… leva semanas até meses o maior problemas são essas portas que não vejo efeito algum…

    Reply
  2. Anônimo

    De umas 3 ou 4 semanas pra cá meu uTorrent não baixa quase mais nada do Demonoid. Os torrents ficam em zero% e mostram “demonoid: tracker desconectado”. Só consigo baixar os torrents upados por quem deixou habilitadas outras opções de download, como “busca local”. Ocorre que no site do Demonoid os torrents são anunciados como sendo baixados normalmente por uma porção de gente, mas meu uTorrent não consegue “localizar” ninguém. Renovar meu IP não tem adiantado… será que mais alguém sente este problema? E conseguiu resolver?
    Grato.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *