RIM Blackberry deverá Ser Maior Perdedora do Acordo Google Motorola

By | agosto 16, 2011

De acordo com um artigo no site Bloomberg, a empresa fabricante dos aparelhos Blackberry, a RIM, deverá ser a maior perdedora com o acordo firmado com a compra da Motorola pelo Google.

research in motion logo

Nesta segunda-feira 15 de agosto de 2011, o Google anunciou a compra da Motorola Mobility por 12,5 bilhões de dólares. Com esta aquisição o Google espera se firmar no mercado de celulares, diminuindo seu problema com patentes de hardware e melhorando a compatibilidade e integração software-hardware do sistema operacional Android. O efeito desta jogada deixa o mercado de celulares ainda mais agitado, mexendo com empresas que nem estão no negócio, como é o caso da Nokia e a RIM. No caso da Nokia o mercado espera que a empresa se dê bem, pois ela está associada a Microsoft que detêm uma licença de instalação do Android e ainda muitos processos de patentes em cima do Google, no caso da RIM muito pelo contrário, a previsão é ruim, e já apostam que ela para se manter competitiva, deverá se aliar com outra empresa ou então ser vendida em breve para empresas como Hewlett-Packard, Dell, Samsung ou a HTC.

A RIM, fabricante dos Blackberrys, vem perdendo mercado ultimamente para celulares que tem mais interface multimidia para rodar games, navegar na internet e realizar outras tarefas do dia-a-dia. Sua fatia do mercado mundial caiu para 12% no segundo quarto deste ano, enquanto no ano passado era de 19% de acordo com a agência Gartner. O sistema operacional Android se tornou o mais utilizado neste mesmo período com 43% do mercado, e a Apple alcançou 18% vindo de 14% no último ano. As ações da RIM cairam 53% neste ano até a publicação deste artigo.

Guerra de Patentes

A grande questão por trás da competição destas empresas é a guerra de patentes que vem sendo disputada. A Microsoft já processou o Google e obteve uma licença de instalação por unidade do Android. A compra da Motorola Mobility envolve o fato de que esta empresa detêm milhares de patentes, sendo um trunfo importante para de propriedade intelectual para o Google.

Por outro lado, a RIM também tem milhares de patentes o que pode servir muito, se comprada por empresas como a Apple, Samsung e Microsoft. O problema é que ao mesmo tempo a RIM vem perdendo tecnologia e atratividade no mercado de desenvolvedores. A empresa não é hoje um modelo de tecnologia de ponta na visão dos analistas e isso é fundamental num mercado exigente por novidades.

Investidores já pressionam a RIM para mudar sua estratégia de mercado e isso já está acontecendo, resta saber se dará tempo de recuperação do tempo perdido.

Leia o artigo da Bloomberg