Amigos Para Quem Eu Sou Apenas Eu

Ser nada é tão bom quanto ser a nuvem que passa.
difícil é ser algo que alguém se lembre,
do espaço tempo que perdeu,
do pouco valor que se deu
pois para ficar ao meu lado, não é fácil
mas recompensa.

dadas todas as impossibilidades reais,
o que há por trás desse palco escuro,
ilumina os que se aventuram a pisar.
não digo mais do que escuta,
não faço mais do que lhe agradar,
agora saiba que é verdade,
quando saio fecho a porta,
e não há para que gritar.

nem faço questão de rimar,
pois as noites são nossas músicas,
dos risos sinceros e amizades inabaláveis,
que a distância pode separar,
mas lembranças não apagar.

meus amigos são poucos felizardos,
mas são irmãos que escolhi na vida,
hora querem o melhor de mim,
hora estão apenas ali,
ao lado olhando,
ao lado conversando,
sem regras, sem roteiros,
apenas no que há de bom
em estar com alguém
que não espera nada além
de ser você mesmo o tempo todo.

Outros textos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.