A Mudança

Amar pode doer,
ter alguma paz mais tempo,
um espaço harmonioso entre dois pontos.
um que foi, outro que virá.

Quem não sente dor, não ama,
Quem não tem medo, não sabe o que pode perder,
pois na vida sempre se perde,
e se ganha no que não se deixa.

E deixo para tras,
material que me trouxe aqui,
instrumentos controlados
da minha aula de vida,
que não me deixam quietos,
que não me deixam,

Agora eu sei, apenas,
o que eu tenho,
eu com meu tempo construi,
paciência e saber estar,
contando com o instinto
que trouxe dentro de mim,

de onde? eu não sei.

pra onde? eu vou.

crescente eu sei,

atrás só existe porque passou,
maso agora é uma flor que brotou,
num galho que cresceu,
desde aquela raiz lá no chão,
num dia que choveu.

quando voltar atras não é opção.
dói, mas aprende-se.
é a vida quando bem acordado
sentindo o coração bater e
tomando decisões sinceras,
que mudam o seu destino,
mas são parte
do que você sente ser o seu certo.

Outros textos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.