O Mar

vejo um belo quadro,
eu adoro ver o mar,
algo que me fascina,
medo, cor e beleza
tudo num só lugar.

quero mais azul,
as vezes ondas maiores,
num dia verde calmo,
passo apenas a olhar,
como ainda é belo o mesmo mar.

se nunca tivesse gostado,
não seria o meu mar,
estaria perdido no grande oceano,
sob uma noite do meu luar.

Olhe bem aqui pra mim,
posso andar por todo lugar,
mas ninguém tira o sal da minha boca,
e a alegria de voltar,

num dia cinza, frio e triste,
das minhas idéias a contrariar,
não chego perto, nem pensar,
fecho os olhos e apenas ouço,
as ondas a cantar,

Pode ser hoje, ou ha mil anos,
calmo, cinza, azul,
desde que eu me conheço, eu sei
do seu jeito,
do seu princípio,
da sua natureza que não muda,
mas seu efeito em mim também não,
e por isso eu sei e digo,
como é amar o mar.

Outros textos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.